quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

2015 chegando!

Olá pessoas!
Hoje é dia 31 de dezembro, o ano está acabando e adivinha quem não está preparada para 2015? Isso mesmo, eu.
Vou começa o 3° ano e não, não quero... gente, passou muito rápido!
Bem, uma coisa que eu disse no outro Blog, caso prometa alguma coisa, faça de tudo para cumprir, não faça uma promessa "da boca pra fora"... Se for emagrecer, EMAGREÇA! q
Sim, mesmo gif do Olivier Animes <33 eu gostei muito desse gatinho com asas de morcego pulando qq
É isso!
Feliz ano novo. Feliz 2015.
Até.

Dezesseis Luas | Filme

Ethan Wate é um garoto sem muitos amigos que mora em Gatlin, uma cidade onde não acontece nada interessante. Ele vive perturbado pelos sonhos com uma garota misteriosa.
Um dia, uma garota chega em Gatlin, Lena Duchannes (sobrinha do velho Ravenwood) porém a vizinhança não a aceita tão bem, exceto por Ethan que percebe algo de diferente nela.
Óbvio, não ia ser parecido com o livro mas custava colocar a cena do medalhão exatamente como no livro? É pedir demais? Eu estava esperando pra ver essa cena... Quebrou o clima. q
Nossa, o Ethan do filme... socorro... A prima dela, gente. Ela não era loira? Sei lá, eu acharia uma atriz melhor, não no sentido da atuação mas da aparência...
Eu esperava também a cena na escola, onde tem tipo um "julgamento" e o Ravenwood coloca moral no local, foi perfeito aquilo, todo mundo ficando sem argumentos e os segredos sendo revelados, eu espero uma cena assim na minha vida pra eu ficar só observando e rindo internamente.
Eu não gostei tanto do filme assim, livro é bem melhor. Vou assistir de novo pra ver se eu tenho uma outra "visão" do filme já que eu assisti antes de ler o livro...
É isso... Hoje ainda tem uma postagem, a última do ano ^ ^
Até.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Teardrop vol.1 - Lágrima; Lauren Kate

Pode conter spoiler. Depende de você.
Eureka após perder a mãe em um estranho acidente de carro, acha que nunca mais voltará a sorrir e a promessa que fez à mãe - a de nunca mais chorar - se torna quase impossível, até conhecer Ander.
O rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe. Agora ela terá que descobrir os mistério por trás de Ander e de cada artefato.
Lauren realmente não sabe mudar os tipos de livros. Eu vi muito Fallen ai, não por causa dos personagens e sim, a estrutura. Eu poderia muito bem ler apenas os últimos capítulos e eu entenderia muito bem a história, foi muita enrolação até a página 200 e alguma coisa.
E os personagens... Um garoto charmoso e misterioso que aparece do nada e que ela se sente conectada a ele, perdidamente apaixonada... Não, Lauren, não.
Sem falar do Brooks, eu gostei do final dele, deixou ele mais importante na história mesmo não sendo o Brooks mas eu gostei... Ah, o triângulo amoroso... Isso não podia faltar né?! O romance foi tão rápido.
"Você tem que sobreviver porque eu não viverei em mundo sem você."
Ander
Eureka com depressão cheia de mimimi odeia todos, odeia minha vida, meu pai não liga mais pra mim. Que chato as reclamações dela.
Parece que ela não sabe narrar cenas de ação, o final ficou tão chato com aquela narração, só veio um raio e pronto, o diálogo, gente...
A história em si é boa mas acho que estou enjoando do jeito que a Lauren escreve.
Enfim, eu não gostei tanto assim desse livro, poderia ser melhor.
Até.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Feliz natal

Olá pessoas!
Hoje é véspera de natal e eu espero que vocês aproveitem bastante a comida, sendo hoje ou amanhã que vai ter o grande almoço / jantar da família e no meu caso, é hoje mesmo e com lasanha! q
Mesmo que o Blog esteja começando agora e acredito que não tenha tanta gente que acompanha mas mesmo assim acho bom fazer postagens como essa.
Bem, não vamos ocupar essa postagem com muito blá blá blá já que não sou boa nisso...
Então um feliz natal!
Até.

domingo, 21 de dezembro de 2014

As bicicletas de Belleville

Champion é um menino solitário que só sente alegria quando está em cima de uma bicicleta. Percebendo a aptidão do garoto, sua avó começa a incentivar seu treinamento para fazê-lo um verdadeiro campeão e participar de uma competição ciclística da França.
Os traços do desenho são bem exagerados e achei bem diferente do que eu já estou acostumada... Eu comecei a assistir sem nem saber o que ia acontecer e sobre o que se tratava.
As bicicletas de Belleville não tem nada de surpreendente mas eu gostei, me agradou. Com o começo, eu esperava algo totalmente diferente, ai chegou a hora da corrida e mudou o rumo da história.
Não tem tanto diálogo, a maior parte é só a trilha sonora que é super importante.
Há uma visão sobre as pessoas de Belleville, todas são extremamente gordas e só comem hambúrguer. E é engraçado como são os caras da máfia, quadrados e grandes. Bem estranho.
É isso, eu gostei, não achei algo "melhor filme já feito e que deve assistir" como muitos estavam falando mas é sim bom.
Ah, eu não coloquei tanta coisa na sinopse porque tinha algo que já entregava o que ia acontecer. E a tradução certa seria as "Trigêmeas de Belleville"? e-e
Enfim... Até.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Meu monstro de estimação

Angus MacMorrow é um solitário garoto que sonha com o retorno de seu pai para casa. Um dia ele encontra na praia um objeto estranho em formato de ovo e o leva para casa.
Logo ele descobre que se trata de um ovo do lendários monstro do lado Ness. Ao nascer, Angus lhe dá o nome de Crusoé e o tenta esconder de todo mundo.
Eu achei o filme fraco, chato e wtf. Sério. Se eu soubesse que ia ser assim, nem teria assistido. "Ah mas então por que não parou? Por que continuou?", pelo simples fato de que eu poderia estar tendo a opinião errada pois a maioria dos filmes são chatinhos no começo.
A guerra, o monstro andando pela casa, aquele cara sendo amiguinho dele, o romance mal feito... Tudo tão errado... Só gostei da forma que explicaram aquele antiga foto do monstro do Lago Ness que eu sempre via em sites, a forma como eles desmentiram ela, ali foi interessante.
As partes em que tem o cachorro perseguindo o monstro foi sem sentido, pra que essas cenas? Pra ter algo mais "engraçado"? Pra ter altas confusões em um jantar onde todo mundo importante está reunido? E magicamente, ninguém percebe que há algo que faz um som estranho andando embaixo da mesa?
Desnecessauro. q
Aliás, o final é legalzinho. E sim, porque é o final. -q
É isso, não gostei. Poderia ser bem melhor, yep.... Mas não foi.
Ah, o Blog já tem mais de 1k de visualizações <33 Obrigada!
Até.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Dezesseis Luas; Margaret Stohl e Kami Garcia | Livro

Pode conter spoiler. Depende de você.
Ethan Wate é um garoto sem muitos amigos que mora em Gatlin, uma cidade onde não acontece nada interessante. Ele vive perturbado pelos sonhos com uma garota misteriosa.
Um dia, uma garota chega em Gatlin, Lena Duchannes (sobrinha do velho Ravenwood) porém a vizinhança não a aceita tão bem, exceto por Ethan que percebe algo de diferente nela.
Câmera ruim do meu celular, sorry ~
Eu não consigo ver o Ethan como o namorado da Lena, só quando tem as cenas de beijos. Ai sim, dá pra entender que ele é o namorado dela e tudo mais porém nas outras partes, ele sendo namorado dela não cai bem mesmo... Ele sendo só o melhor amigo dela é melhor, eu acho isso ao menos.
Particularmente, eu achei a história do livro chata e sabe por que? Macon e Lena tinha que explicar tudo pro Ethan ou com o passar da história, outras pessoas também tinham que explicar então era muita explicação, muita conversinha e muita chatice. Ok, temos que entender a história, quem é quem mas chega uma hora ali que fica chato.
Como por exemplo no final que teve muito papo, muito blá blá blá na hora da cena mais esperada do livro todo.
Porém aquele final salva tudo. Sério. Tudo mesmo. Foi perfeito.
Eu estava esperando um final muito clichê, onde todo mundo vive, ninguém sai morrendo, o pessoal que é do lado ruim, não se dá bem mesmo... Só que não foi bem assim. Teve morte e não teve morte, o negócio do tempo que ela fez, a decisão, os olhos.... Meu dels!
Aquilo ficou muito legal. Ou eu posso está exagerando, não sei... até porque acabei o livro há pouco tempo e tinha que falar sobre 16 luas logo!
Eu gostei, pensei que não fosse gostar mas eu gostei. E aquela música na última folha da história. Hm... Ai você já pensa no 17 luas e pronto!
Ahh, eu fiquei muito ansiosa pra ler o outro livro! Espero encontrar logo.
Não sei se tem a ver com a letra da música ou não, nem procurei mesmo mas... Durante a leitura do livro, eu escutei muitas músicas porém quando chegava em uma parte interessante do livro, sempre tocava "Who You Are" da Jessie J e combinava tanto com o momento! Sei lá, é apenas uma curiosidade haha
É isso, eu recomendo.
Até.
CRUOR PECTORIS MEI, TUTELA TUA EST.
VITA VITAE MEAE, CORRIPIENS TUAM, CORRIPIENS MEAM.
CORPUS CORPORIS MEI, MEDULLA MENSQUE,
ANIMA ANIME MEAE, ANIMAM NOSTRAM CONECTE.
CRUOR PECTORIS MEI, LUNA MEA, AESTUS MEUS.
CRUOR PECTORIS MEI, FATUM MEUM, MEA SALUS.