segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Melhores do mês | Agosto

Olá pessoas!
Mais um melhores do mês começando! Yeey ~ Eu tive amnésia total do que eu tinha conhecido de novo nesse mês... Estou sentindo que devo começar a escrever / anotar tudo isso.
Enfim, vamos lá ~~
<3
Eu sei que em abril eu falei sobre Ghost Town mas só recentemente que eu fui baixar o álbum The Original High e que álbum aquele! Ele é super balada, você pode colocar pra tocar só esse álbum em uma festa que ninguém vai reclamar (tirando umas 3 músicas claro).
As letras são super tocantes, eu prestei muita atenção em cada palavra que o Adam cantou e achei tudo maravilhoso! Só teve uma música que eu não gostei muito, foi Lucy. Essa não me animou muito não.
Recomendo você escutar esse álbum. Sério.
Eu lembro que eu assisti esse filme uma vez na TV e eu gostei muito porque é sobre uma família mafiosa e eles são bem loucos. E o filme é A Família. Basicamente, é uma família que vive se mudando e "fugindo" de uma outra máfia.
Tem algumas coisas no filme que eu achava que era imaginação da pessoas mas eles realmente fazem aquilo! Como por exemplo a cena do mercado, eu achava que aquilo tudo ela tinha imaginado mas o marido dela vem e fala sobre isso.
Eu achei o filme bem divertido então acho que vale a pena assistir... Recomendo! Principalmente pelo tiroteio no filme.
Eu li recentemente e eu gostei muito dele, muito mesmo! Eu só tenho o volume 4 mas eu gostei da história. É o mangá Soul Eater, tem o anime também mas eu não assisti então só vou falar do mangá. Ele é bem engraçado e divertido.
Vale a pena acompanhar o mangá, ao menos eu achei isso lendo somente um volume... Tem cenas chatas, sim, tem, mas o humor presente no mangá compensa. Principalmente quando Death vai atacar um navio e quando ta chegando perto fala "espera, volta! Não está simétrico!". Tipo, cara, só ataca! haha
Recomendo o mangá!
Pra esse mês é só, eu não tenho tantas coisas pra falar pois dediquei esse mês pra fazer algumas coisas pro outro Blog, vou fazer um especial grande ^ ^'
É isso.
Até.

Nenhum comentário:

Postar um comentário